Órgão pediu que os gastos com os festejos sejam minimizados em razão do problema da seca

Na tarde dessa terça-feira (5), a Câmara de Vereadores de Campo Formoso, presidida pela vereador Junior Nascimento, recebeu do Ministério Público uma recomendação pedindo uma redução de gastos com os festejos de Santo Antônio. O mesmo alerta foi enviado à Prefeitura Municipal. Com uma programação que prevê cinco dias de festa, entre 9 e 13 de junho, estima-se que a Prefeitura Municipal gastará quase R$ 1 milhão com a festa.

O aviso sobre o recebimento do alerta foi dado pelo presidente do legislativo municipal na sessão da Câmara de Vereadores desta terça. Em plenário, Júnior Nascimento informou que o documento enviado pelo MP e pela Procuradoria Federal pede que os gastos sejam minimizados em razão dos prejuízos causados pela seca, visto que o município decretou estado de emergência devido ao problema natural.

Ainda segundo o vereador, no documento consta um valor de R$ 969.500,00 como sendo o custo previsto da festa aos cofres municipais. Além de Campo Formoso, outras cidades da Bahia terão os gastos fiscalizados pelo Ministério Público para que seja obedecida a prioridade em investimentos para diminuir o impacto da seca.

Ainda não se sabe se o comunicado do Ministério Público implicará em alguma alteração de última hora na programação da festa.

 

Fonte: Eudes Benício e Victor Vinícius do CF Notícias