A situação do garimpo de Serra da Carnaíba, no município de Pindobaçu, foi discutida na manhã desta segunda-feira (04) na Casa Civil do governo baiano. O encontro com o secretário Rui Costa foi requisitado pelo deputado Carlos Brasileiro (PT), junto com os colegas Adolfo Menezes (PSD) e Pedro Tavares (PMDB). Também estiveram presentes o prefeito Hélio Palmeira, representantes da Superintendência Regional do Trabalho, da Cooperativa Mineral da Bahia (CMB) e de órgãos ligados à mineração no estado.

Os parlamentares buscam intermediar em busca de um entendimento para solucionar as demandas do garimpo de esmeralda, que foi interditado. No encontro, foram mais uma vez discutidas questões relativas à segurança e condições de trabalho, direitos dos garimpeiros e a infraestrutura da mina.

O deputado Carlos Brasileiro sugeriu a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com calendário previamente definido para correção de todas as questões levantadas, sobretudo em relação à segurança dos trabalhadores. Mais uma vez, Brasileiro destacou a importância da mina para a economia da região do Piemonte Norte do Itapicuru e para milhares de famílias.

A Cooperativa Mineral da Bahia (CMB), representada pelo presidente Paulo Roberto de Castro, já teria atendido alguns pontos. A expectativa é que a mina seja reaberta o mais breve e seja dado um prazo para que as demandas sejam todas ajustadas.

No encontro na Casa Civil, também estavam presentes o Superintendente do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) na Bahia, Danilo Correia, e de representantes da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) e da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (SICM). Um novo encontro aconteceu, na Superintendência Regional do Trabalho, na tarde desta segunda-feira entre técnicos e representantes da Cooperativa Mineral da Bahia para ajustar os compromissos.

 

 

 

Gabinete do Deputado Carlos Brasileiro

Assessoria de Comunicação

Tel.: (71) 3115.5570/7153