A forte estiagem já consumiu quase toda reserva de água do maior açude da Região

Responsável por abastecer a cidade de Itíuba e várias localidades de Cansanção nordeste da Bahia, o açude público Rômulo Campos, sofre uma das suas maiores crises desde que foi inaugurado no final dos anos cinquenta. A estiagem que  dura mais de um ano está deixando centenas de pescadores sem trabalho e renda. O reservatório é responsável por ser um dos grandes produtores de pescado do estado.

Na estação de piscicultura Oceano A. Linhares – órgão administrado pelo Departamento de Obras Contra as Secas (Dnocs) os serviços de incubação e reprodução artificial de varias espécies de peixes estão praticamente desativados. No açude que esvazia de forma rápida e constante, mais de cinquenta caminhões – pipa contratados pelas prefeituras e exercito levam água 24 por dia para muitas comunidades  rurais em situação de emergência.

Em Piaus, povoado de Itíuba – o rio que abastece a barragem do açude Rômulo Campos, secou totalmente. Com a estiagem pequenas lavouras formam destruídas, animais estão  morrendo e a população sofre  com a falta de chuva. O açude esta com menos de 20% de sua capacidade de armazenamento total de água.

 

Por Jeorge Carvalho Torres (Katatal)

Foto: Silvonei Viana