Prefeita Cecília Petrina(PT), não cumpre reivindicações dos servidores

 

Menosprezados, desprezados, humilhados e maltratados. Assim são reconhecidos os funcionários da prefeitura de Iitúba que resolveram dar uma basta. Os servidores do município , decidiram em assembleia que aconteceu esta manhã(22), no Ginásio de Esportes, entrar em greve por tempo indeterminado.

Os diversos apelos feitos pelo sindicato em nome dos funcionários, não foram capazes de sensibilizar a prefeita Cecilia Petrina, quem em alguns anos atrás incentivava trabalhadores em busca dos seus direitos.

Nenhuma das reivindicações foi cumprida, e o municipio itiubense está agora completamente parado. A greve representa grande prejuízo aos moradores, já que alguns serviços considerados essenciais vão parar.

Educação, saúde, secretarias, garis, infra-estrutura, guarda municipal, tudo está parado.

Em nota o sindicato coloca bem claro que  a postura intransigente e inflexível adotado pela Prefeita de Itiúba que insiste em menosprezar os trabalhadores desta cidade, colocando- os em situação humilhante.

O objetivo é protestar contra a forma desrespeitosa com que os funcionários são tratados pela gestora do município, que não cumpriu os acordos firmados com a classe.

Lutar pelos direitos dos trabalhadores não é crime. A greve é o último recurso que utilizamos na busca por nossos direitos.

A greve foi deflagrada pelo fato de Cecilia não atender as seguintes reivindicações:

– Sanção e promulgação do Projeto de Reforma do Plano de Cargos e Salários do Magistério Público, e o cumprimento deste;

-Encaminhamento do Plano de Cargos e Salários dos Servidores que trabalham no setor administrativo;

-Pagamento dos salários dos servidores até o 5º dia útil do mês subseqüente;

-Pagamento de adicional de insalubridade e periculosidade para as categorias que sabidamente fazem jus a este direito;

-Elaboração do projeto de lei que regulamente a concessão da licença prêmio, evitando perseguições e privilégios;

-Pagamento do terço de férias para todos os servidores que gozaram férias e não receberam esta verba.

– Regularização do pagamento do terço de constitucional  de férias  para todos os servidores que virão a gozar das férias;

– Rateio imediato de 60% do ajuste do  ano de 2011 do FUNDEB aos professores.

Estamos buscando a valorização de nossos servidores e da qualidade no serviço público municipal.

O sindicato pede a compreensão e o apoio da população.

Informa ainda, que os alunos da rede não sofrerão nenhum prejuízo, visto que a classe se compromete desde já repor todas as aulas não ministradas nos dias parados.