Três delegados corregedores da Secretária de Segurança Pública(SSP), designados para acompanhar o processo administrativo contra João Macedo dos Santos, votaram favoravelmente pela expulsão do investigador do quadro da Polícia Civil.

Os delegados, estiveram em Senhor do Bonfim, e por cerca de três dias colheram vários depoimentos de testemunhas do caso. João Macedo, é acusado de ter espancado até a morte a sua esposa Márcia Regina.

No dia do crime, Macedo contou na justiça, que após desentendimento entre ele e Márcia, a estudante teria se jogado do carro. Os laudos contradizem a versão de João Macedo. Antes da sessão de espancamento, Márcia foi algemada, sendo torturada por cerca de quinze minutos até morrer.