Por volta das 13 horas de ontem(16), cerca de 250 integrantes  do MST(Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras) voltaram a parar  um trem com 44 vagões na ferrovia Centro Atlântica (FCA) próximo ao  assentamento Olga Benário, zona rural de Queimadas.

Liderado por José  Menezes, os manifestantes são das cidades de Queimadas, Itiúba, Araci,  Nordestina, Santa luz e Quijingue. A manifestação ocorreu devido ao não cumprimento do acordo  feito na última paralisação do trem ocorrida durante 5 dias no inicio de  março. As  principais revidicações feitas pelo movimento e não cumpridas pelos  governos estadual e federal são a desapropiação de fazendas em toda  região, a construção de moradias para os agricultores, a instalação de  poços artesianos nos assentamentos, bem como o cadastramento das  famílias para distribuição de títulos de terras.(Informações de Fabrício Silva/Pedrolândia News)