O  Governo do Estado da Bahia prestou hoje(27), uma homenagem especial ao  veículo rádio, enquanto ferramenta de comunicação de massa, e ao  noticiarista Manoel Canário, às 8h da manhã, no Hotel Fiesta, em  Salvador. O evento reuniu cerca de 250 profissionais do interior e da  capital e contou com a presença do governador Jaques Wagner, secretários  de estado e parlamentares.

Natural  da cidade de Senhor do Bonfim, Manoel Canário se notabilizou como voz  marcante do Repórter Esso na Bahia, principal noticiário radiofônico do  século XX, passou por várias emissoras da capital e, atualmente, é  diretor da Associação Baiana de Imprensa (ABI). ‘Fazer rádio é viver,  intensamente, o que a vida nos proporciona” rememora Canário. Casado há  50 anos com dona Rilse Pereira Canário, tem seis filhos e oito netos,  está aposentado “por plenitude”Radialista  desde a década de 1950, Canário era diretor do Departamento de Notícias  da rádio Sociedade da Bahia durante o AI-5. Recebia por telefone  informações de fatos que seriam censurados e noticiava antes que a  polícia enviasse a carta proibindo a veiculação. Dessa forma conseguia  driblar a censura e não revelava a identidade das fontes. Quando a  polícia perguntava quem deu a informação, ele respondia: “meu nome é  Canário, foi um passarinho quem me contou”BAJÁ.