Foram encontrados na Fazenda Índios, localizada a sete quilômetros da sede de Caldeirão Grande-BA, ossos de um animal pré-histórico, conhecido como Mastodonte. Segundo os pesquisadores e paleontólogos da Universidade Federal do Recôncavo Baiano e Universidade Estadual de Feira de Santana, que estão trabalhando no local, estima-se ter entre 10 a 50 mil anos.O mastodonte era herbívoro e com aparência de elefante.Além de encontrar o mastodonte, os profissionais acabaram de encontrar outro fóssil pré-histórico, mas ainda não sabem de que animal se trata.

(Fotos e texto: Jorge Macedo)

Mastodonte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Os mastodontes eram espécies de elefantes pré-históricos, pertencentes ao género Mammut, anteriormente denominado Mastodon.

Os mastodontes viveram na América do Norte e também na América do Sul durante o Plistocénico e extinguiram-se há cerca de 10 000 anos. Tinham cerca de 3 metros de altura e pesavam em torno de 7 toneladas. Eram herbívoros que se alimentavam de vegetação macia como folhas verdes e ramos. As suas presas de marfim chegavam aos 5 metros de comprimento. A sua carne foi uma fonte importante de alimento para os primeiros homens que colonizaram a América do Norte.

Os mastodontes distinguem-se dos mamutes pelo formato dos seus dentes, de forma mais cônica e mais adaptados à mastigação de folhas moles.

O Museu Nacional localizado na cidade do Rio de Janeiro possui atualmente uma exposição denominada de “O Resgate do Mastodonte Brasileiro” que é fruto do projeto “Encontro de Gigantes na Pré-História do Brasil Central”.