Reunido no último sábado (10/03), em Salvador, o Comitê Estadual do PCdoB na Bahia aprovou um documento estabelecendo as metas do partido para as eleições de outubro. Entre as principais deliberações está à eleição de, no mínimo, 30 prefeitos e prefeitas, além de 300 representantes para as Câmaras de Vereadores em todo o estado, com destaque para grandes centros políticos, como Salvador, Juazeiro, Lauro de Freitas, Itabuna, Guanambi e Vitória da Conquista.

Logo após o encontro, o Comitê divulgou uma nota em que enumera os principais desafios do partido em 2012. “As eleições municipais de 2012 se constituem em um importante desafio na consolidação da trajetória vitoriosa do PCdoB na Bahia. Esta consolidação, e a afirmação do protagonismo do PCdoB materializam-se em 2012, principalmente na ampliação de prefeitos eleitos pela nossa sigla e no crescimento do número de vereadores e vice-prefeitos eleitos…”; diz o documento.

“No projeto para a eleição de outubro, traçamos a meta de ter em torno 70 candidatos a prefeitos e cerca de 2.500 candidatos a vereadores na Bahia, tendo como objetivo final e possível a eleição de, no mínimo, 30 prefeitos, hoje nós temos 17, e alcançarmos o mínimo de 300 vereadores. Isso levando em conta o nosso balanço da situação política do partido no estado”, informou o presidente do PCdoB na Bahia e deputado federal, Daniel Almeida.

Almeida ressalta ainda que a disputa nos grandes centros tem o objetivo de expressar o crescimento do PCdoB.“Destacamos projetos prioritários nesta disputa em Salvador, Juazeiro, Lauro de Freitas, Itabuna, Guanambi e Vitória da Conquista. A disputa nestes municípios terá caráter prioritário para o PCdoB, porque são centros políticos, em que temos viabilidade eleitoral. Por isso, a direção estadual reafirmou as candidaturas nestes municípios, colocando-as como prioritárias, por considerá-las candidaturas viáveis, no ponto de vista eleitoral”, acrescentou.

Na reunião, o Comitê Estadual aprovou também uma analise sobre a greve da Polícia Militar na Bahia, que duraram 12 dias no mês passado. A direção indicou ainda uma nova direção para a Fundação Maurício Grabóis na Bahia, que a partir de agora terá a coordenação de Carlos Valadares.

 

Fonte: De Salvador, Eliane Costa.

Foto: PCdoB