O carnaval do corrente ano confirmou as preocupações do prefeito Paulo Machado, de Senhor do Bonfim, quanto às privações que a população vem sofrendo em relação a atendimento básico e de urgência, sobretudo em finais de semana e feriados. Quando os feriados se estendem por alguns dias o problema se agudiza e exames e regulação de pacientes se tornam impossíveis.

OS PROCEDIMENTOS ANGUSTIANTES:Muitos médicos e cidadãos se angustiam ante três fatos que já se tornaram crônicos na cidade: 1) o fechamento de farmácias em finais de semana, sobretudo aos domingos, dificultando o acesso a medicamentos; 2) o fechamento de laboratórios aos domingos e feriados o que impede o diagnóstico dos pacientes em regime de urgência, tendo-se de esperar o primeiro dia útil para realizar os procedimentos; 3) a dificuldade crônica de transferir um paciente grave ou a exigir cuidados especiais para o eixo Juazeiro-Petrolina ou para Salvador: pacientes esperam dias em busca de uma vaga em hospitais que possuem UTI ou serviços especializados.

A PROPOSTA DE UM PACTO PELA VIDA:Logo após o carnaval o Prefeito Paulo Machado estará convidando organismos de saúde que atuam no município, CDL e Associação Comercial para encontrar soluções conjuntas, com plantões definidos de ao menos uma farmácia e um laboratório a cada final de semana e feriados e enfrentamento da dificuldade crescente de transferir um paciente pela regulação controlada pelo sistema estadual de saúde. Seria a assinatura de um “Pacto pela Vida” que vem sofrendo gravesabalos no município de Senhor do Bonfim.