Na última terça-feira (14 fev) o Consórcio do Piemonte Norte do Itapicuru teve audiência especial com a superintendência do Banco do Nordeste, em Salvador, em vista à defesa dos interesses dos produtores do território, composto por nove municípios. Com a presença dos prefeitos Paulo Machado (Presidente do Consórcio e prefeito de Senhor do Bonfim), João Luis, prefeito de Filadélfia, e de secretários de agricultura e técnicos dos municípios de Senhor do Bonfim, Jaguarari, Campo Formoso, Filadélfia, Caldeirão Grande, Pindobaçu. Andorinha e Antonio Gonçalves foram apresentadas duas demandas especiais: liberação de recursos para compra de água e comida, e re-negociação das dívidas.

Após a reunião os presentes elaboraram o seguinte expediente que foi protocolado junto ao Banco do Nordeste:

Ilmo. Sr.

Nilo Meira Filho

MD. Superintendente do Banco do Nordeste –Ba

Salvador-Ba, 14 de fevereiro de 2012

Cumprimentando-o cordialmente, informamos a situação de calamidade em que se encontram os produtores rurais dos Municípios do Território de Identidade Piemonte Norte do Itapicuru (Andorinha, Antonio Gonçalves, Caldeirão Grande, Campo Formoso, Filadélfia, Jaguarari, Pindobaçú, Ponto Novo e Senhor do Bonfim), em decorrência da estiagem que vem se prolongando deste abril de 2011. Considerando reunião realizada sob a coordenação dessa Superintendência, em 14 de fevereiro de 2012, solicitamos empenho no atendimento das seguintes demandas, propostas e discutidas naquele momento:

1-Que a liberação dos créditos de custeio pecuários seja analisada e liberada pelas agencias locais de Senhor do Bonfim (Municipios de Jaguarari, Ponto Novo, Senhor do Bonfim, Antonio Gonçalves, Filadelfia, Pindobaçú, Andorinha e Campo Formoso) e de Jacobina ( Município de Caldeirão Grande), ai incluído o financiamento para a aquisição de palma forrageira e água para consumo animal (Carro Pipa).

2-Que sejam prorrogadas as operações de crédito vencidas em 2011 e a vencer em 2012 em decorrência da falta de produtos (carne e leite) para vendas e resultando na impossibilidade de amortização das referidas parcelas.

2.2Enquanto nos comprometemos a mobilizar a bancada parlamentar baiana em vista à votação de uma medida provisória que possibilite ações coletivas, solicitamos a prorrogação individual para o que serão encaminhadas para as agencias acima citadas as declarações de emergência publicadas pelos municípios, bem como os laudos técnicos dos organismos competentes.

Certos de que as presentes demandas serão atendidas no mais breve tempo possível, visto a situação insustentável que os nossos Municípios vem enfrentando, aguardamos as providencias cabíveis.

Atenciosamente,

Paulo Batista Machado

Presidente do Consorcio de Desenvolvimento Sustentável do Piemonte Norte do Itapicuru e demais presentes à referida reunião conforme lista de freqüência em anexo.