Quando se esperava que a Câmara de Vereadores, fosse devolver mais de R$ 60 mil reais, como havia informado o presidente João Carlos Bernardes, para a prefeitura de Bonfim repassar para o Hospital Regional, e consequentemente ajudar no pagamento do décimo terceiro salários dos funcionários, Biro-Biro, jogou um balde de água gelada nas pretensões do HR e vai devolver somente R$ 25 mil.

O valor por certo irá comprometer ainda mais a probabilidade de se pagar os salários aos servidores do Hospital, que aguardavam por esta ajuda financeira da câmara.

O anúncio da devolução de R$ 25 mil reais, foi feito na última sessão deste ano, que aconteceu na noite desta terça(27). Vários projetos foram debatidos, discutidos e aprovados.

Confira o resumo da sessão através de informe oficial da ASCOM:

Câmara realiza sessão extraordinária

Na última sessão do ano de 2011, foi extraordinária e aconteceu nesta terça-feira dia 27, quando a Câmara Municipal de Senhor do Bonfim, discutiu e aprovou os seguintes projetos de lei:

 

-Projeto de Lei do Legislativo de Nº027/2011, de autoria da Vereadora Lúcia Cerqueira, Que declara de utilidade Pública Municipal o centro Comunitário de Terrerinho, localizado no Município de Senhor do Bonfim;

 

-Projeto de Lei do Executivo de Nº 025/2011, Dispõe sobre a criação de cargos Públicos com respectivas funções, no quadro de comissionados do Executivo Municipal, na forma que indica;

 

-Projeto de Lei do Executivo de Nº028/2011 Autoriza o Chefe do Poder Executivo a contratar alunos professores de educação física do curso do programa de Formação de Professores de Educação Básica Presencial –Plataforma Freire MEC/CAPES/UNEB para atender atividades da área na rede municipal e dá outras providencias;

 

-Projeto de Lei do Executivo de Nº 29/2011, Dispõe sobre a autorização para o Executivo, em caráter especial, proceder ao repasse de numerários em prol do Hospital Dom Antônio Monteiro, que se encontra sob intervenção municipal.

 

Depois das aprovações dos projetos a Câmara encerrou a sessão extraordinária a última do ano de 2011, quando foi devolvido ao município o valor de 25 mil reais.