Evilásio Júnior

 
Secretaria de Combate à Pobreza gasta mais de R$ 1 mi com eventos só em dezembro
 
A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), que recentemente realizou a sua festa de confraternização no espaço Unique Eventos, um dos mais requintados de Salvador, ao custo de R$ 18 mil, repassou R$ 1.025.452,35 – só em dezembro – à empresa Agogô Marketing Promocional LTDA. O Bahia Notícias verificou no site Transparência Bahia, mantido pelo próprio governo, que, nos últimos 20 dias, houve 10 pagamentos com valores variados, entre R$ 5,3 mil e R$ 390 mil, para contratação de “exposições, congressos, conferências e simpósios”, “recepções, hospedagens, homenagens e solenidades” ou mesmo “outros serviços terceiros” (veja aqui: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10). Chama a atenção o fato de que, apenas no dia 12, a Sedes repassou à Agogô dois grandes montantes, um de 169.844,49 e outro de R$ 390 mil, e nove dias depois, na última quarta-feira (21), fez outra operação financeira de R$ 340.669,40 à mesma contratada. Os três empenhos estão enquadrados na categoria “exposições, congressos, conferências e simpósios”. Procurado pela reportagem para comentar o assunto, o secretário Carlos Brasileiro justificou que não há irregularidades nas movimentações, até porque o convênio com a Agogô foi firmado por meio de licitação. “Ela tem contrato com o Estado e todas as conferências municipais, territoriais, estaduais e nacionais ela é que faz, não só na Sedes, mas em todas as secretarias. Nós precisamos acabar com essa ideia de que toda a relação com parceiros tem promiscuidade; porque é parceiro, o cara vai ganhar lá adiante em algum lugar. Não tem esse jogo comigo”, declarou o titular da Sedes. Ele negou ainda que a polêmica celebração de fim de ano no Unique Eventos, locado por R$ 18 mil, tenha sido promovida pela Agogô. “Não procede. Foram os colaboradores. Foram eles que fizeram a festa”, reiterou. Carlos Brasileiro é deputado estadual licenciado pelo PT e, ex-prefeito de Senhor do Bonfim por duas vezes, tentará retornar ao comando da cidade do nordeste baiano em 2012.