Policiais Militares, Civis e Conselheiros Tutelares participaram nesta terça- feira, dia 13, na Câmara Municipal de Vereadores do 2º Seminário – Rede Creas, promovido pela Secretaria de Ação Social de Senhor do Bonfim (Semas).

Com o tema: Fortalecendo Uma Rede Humanizada no Enfrentamento à Violência no Município de Senhor do Bonfim, o evento teve como objetivo promover uma mobilização dos setores que atuam na área da assistência social e da segurança do município.
Em consonância – “A Secretaria de Ação Social, em sua nova gestão, busca uma mobilização multisetorial para o enfrentamento dos problemas que assolam nosso município. Nós acreditamos que os problemas que encontramos hoje, sejam eles de pobreza, de violência ou de saúde não são de responsabilidade exclusiva do governo, mas de todos os setores. A Polícia Militar, a Civil, em conjunto com a assistência social, juntas, se tornam mais fortes” – avaliou a Secretária da Semas, Camila Libório.

Presente no 2º Seminário, o comandante do 6º BPM de Senhor do Bonfim, major Anselmo Moreira Bispo reafirmou a importância dessa parceria. “No passado a polícia era vista como aquela que batia e prendia. Hoje, em tempos modernos, a política da polícia é totalmente diferente: É aquela que interage com a população e valoriza a importância “da união que faz a força” – afirmou.

O vice- prefeito, Dr. Aurélio Soares, representou o prefeito Paulo Machado na abertura do seminário e ressaltou a relevante atuação do Creas no combate a todos os tipos de violência (física, mental e sexual).” O Creas faz um papel fundamental, de elo com a sociedade e repartições, compartilhado os problemas que afligem e abalam a base da sociedade”.

Painéis – Para um melhor entendimento da questão palestrantes abordaram, dentro de seus campos de conhecimento, temáticas de interesse geral. O advogado do Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Vinícius Freitas trouxe para o centro das discussões: o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Lei Maria da Penha, com foco nos subtemas: Humanização no atendimento à criança e ao adolescente; violência; relação de poder; denúncia, entre outros aspectos referentes a medidas socioeducativas. “Neste sentido toda a Rede é responsável: família, sociedade e poder público” – concluiu Freitas.

A assistente social Jucielle Alcântara e a psicóloga Marcela Cavalcante, ambas atuantes no Programa de Prestação de Serviços à Comunidade e Liberdade Assistida (PSC/LA- Creas), compartilharam informações na palestra: Na Medida Certa: Experiência no Trabalho com Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa.
Posteriormente, a psicóloga do Programa de Enfrentamento à Violência. Rebecca Ricarte tratou do tema relacionado ao projeto. O evento finalizou após a fala da advogada e coordenadora do Creas Monalisa Cardoso que palestrou sobre a Rede Sócio-Jurídica para Melhor Atender e Servir o Cidadão.

Ascom Pedro Castor e Emiliana Carvalho