A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA) impetrou nesta sexta-feira (2) 96 ações de decretação de perda de cargo eletivo por desfiliação sem “justa causa” de políticos baianos. Os alvos são prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Desde outubro deste ano, 192 ações deste gênero já foram ajuizadas pela PRE.

 

O prefeito de Senhor do Bonfim Paulo machado que recentemente deixou o PT para ingressar no PP, é um dos vários políticos da região que entraram na mira da procuradoria.

 

De acordo com o procurador Sidney Madruga, são consideradas “justa causa” a incorporação ou fusão do partido, a criação de novo partido, a mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário ou grave discriminação pessoal. No entendimento do magistrado, os políticos acionados se desfiliaram de seus partidos originários sem apresentar nenhum dos critérios definidos pela Resolução nº 22.610/2007 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “A maioria deles já se filiou a novos partidos, o que evidencia a intenção de troca de legenda para disputar novos cargos no pleito de 2012”, afirmou o procurador. (Com Informações do Bahia Notícias)

 

Clique e Veja a lista completa com os nomes dos políticos que poderão perder o cargo caso o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acate as ações da PRE.

Fonte Blog do Cleber Vieira