Aprendi com a história que nada nessa vida é imutável, mas sem ser advogado ou conhecer as leis na sua profundidade, quero expor algumas dúvidas que permeiam o meu horizonte de leigo nas artes juridicas:

1 – Como pode um Prefeito que tem a sua diplomação cassada por unanimidade pela mais alta corte da Bahia (TRE), se manter desgovernando Uauá. Oras, se manter no cargo desde o dia 26 de setembro, amparado por uma emenda  de nº 216, que além de obsoleta e antiquada não se consolida na visão de juristas da Alta corte do Brasil (TSE), conforme podemos ver em exposição do eminente Ministro Luiz Fux (STF), que ao analisar a lei de ficha limpa, qualifica este artigo de procastinador da verdadeira vontade Popular.

2 – É necessário considerar que a emenda acima citada, macula a decisão judicial, denota tão somente o efeito de atrasar ainda mais o que já ficou evidenciado nas provas demonstradas no julgamento do TRE, nele o acordão é concludente, onde o eminente relator à época, Dr. Salomão Viana , afirma que o resultado final das eleições foi violado mediante as transgressões praticadas pelo gestor candidato à reeleição, que para não perder o poder, se utilizou de todos os meios ilicitos e vis, visando única e exclusivamente sua perpetuação no cargo. Para isso, não teve limites, e contando com a benevolência de todos os poderes constituidos à epoca, inclusive o do judiciário local, que não se furtou a negar todas as demandas dos partidos que faziam oposição, o que , inclusive, acarretou uma ação de suspeição do então Magistrado.

3 – Confiamos na justiça eleitoral, no novo Magistrado que hoje norteia os rumos judiciários em Uauá, entretanto, alertamos que a situação de nossa cidade é de penúria, de entrega, estando à beira de um total colapso em todas as áreas do serviço público. Inclusive, a inércia e a incompetência do gestor sem diploma estão a olhos vistos: A saúde em colapso, apesar do esforço desmedido do corpo funcional, o serviço de limpeza pública praticamente inexiste, as ruas estão tomadas por verdadeiras montanhas de lixo . A educação chegou a parar os carros de transporte de professores, por falta de pagamentos, o que levou nosso alunado a ficar sem aulas durante uma semana, às vesperas do encerramento do ano letivo. Afora isso, o Gestor sem diploma está desaparecido da cidade, a abandonou entregue a sua própria sorte, e despachos com secretários somente em estabelecimentos na cidade de Juazeiro, onde de fato o Gestor cassado reside.

Por fim, clamamos a justiça brasileira para que não se furte a assumir seu compromisso com a verdade, e resolva de imediato a saída do mandato desse senhor e a posse de fato daquele que o povo queria que governasse o municipio. Afinal já estamos com três anos perdidos, e o próximo gestor terá pouco mais de um ano para colocar a casa em ordem e retomar o rumo do desenvolvimento de nossa cidade.

UAUÁ QUER E EXIGE JUSTIÇA COM MUDANÇA !!!!!


PARTIDO DEMOCRATAS UAUÁ