Após denúncia no Ministério Público encaminhada por dois cidadãos bonfinenses que tem os seus nomes mantidos em sigilo, a Câmara de Senhor do Bonfim terá que dar explicações sobre as supostas frequências e/ou outras irregulares de alguns Vereadores.A Casa Legislativa Bonfinense constituiu uma comissão formada pelos Edis Gustavo Miranda,Gerivaldo Sampaio,Carlos de Tijuaçu e Ivan Barbosa que reunirão os documentos solicitados pela 4º promotoria .A comissão formada tem como finalidade agilizar o processo,o cumprimento do prazo e a transparência na reunião das provas.A Câmara foi acionada pelo Ministério Público através da 4ºPromotoria de Justiça sobre a coordenação da Dra. Rita de Cássia Rodrigues Caxias de Souza – Substituta da 4º promotoria, que determinou um prazo legal de dez dias úteis para analise das atas,diárias e atestados médicos nesta legislatura,assim como,as devidas providências e punições da mesa diretora aos irregulares.O prazo termina nesta Terça-Feira,dia 08 de Novembro e a população bonfinense aguarda ansiosa o resultado dessas apurações.