A sede regional da Casa do Meio Ambiente, unidade do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), continuará em Senhor do Bonfim. A informação foi passada pelo governador Jaques Wagner ao secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Carlos Brasileiro, que havia requisitado a permanência do órgão no município.  São 18 unidades em toda a Bahia.

As Casas do Meio Ambiente foram reestruturadas, após a criação do Inema, que resultou da unificação entre o Instituto do Meio Ambiente (IMA) e o Instituto de Gestão das Águas e Clima (Ingá). O órgão pertence à Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA). Tem como atribuições específicas o licenciamento, monitoramento e fiscalização ambiental, acompanhamento das políticas de Recursos Hídricos e gestão de Unidades de Conservação, além de prestar apoio aos municípios no desenvolvimento da gestão ambiental local, em articulação com a Sema.

O secretário Carlos Brasileiro comemorou a decisão e disse que a permanência ratifica a importância de Senhor do Bonfim como um dos polos regionais do estado. A unidade avançada do Inema na cidade cobre 55 municípios da Bacia do Itapicuru, totalizando uma população de mais de um milhão de habitantes.  Em Bonfim, conta com cerca de 20 funcionários, entre engenheiros, geólogos, biólogos, técnicos e pessoal administrativo.