6º BPM CONDUZ ADOLESCENTE POR POSSE DE ENTORPECENTE

6º BPM CONDUZ ADOLESCENTE POR POSSE DE ENTORPECENTE

Por volta das 16h50 de sábado (13), policiais da CETO-Companhia de Emprego Tático Operacional do 6º BPM, que continuam incansavelmente desenvolvendo operações de ostensividade e prevenção, ao realizarem abordagens em um grupo de adolescentes na Rua da Missão, Bonfim III, em Senhor do Bonfim-BA, encontrou em posse de um deles, de 17 anos de idade, uma pequena porção de uma erva aparentando ser maconha, como também um cigarro contendo do mesmo material. O menor foi apresentado na Delegacia de Polícia, acompanhado de seu genitor, para que fossem tomadas as devidas providências.
6º BPM ATUA EM CASO DE PERTURBAÇÃO DO SOSSEGO
Por volta das 21h30 de sábado (13), policiais da Ronda Distrital da 1ª Companhia do 6º BPM, deslocaram até o distrito de Tijuaçú, zona rural de Senhor do Bonfim-BA, atendendo à uma solicitação por perturbação do sossego. Ao chegar na localidade, constataram um veículo VW Golf de cor preta, de propriedade de um homem de 29 anos, estacionado em frente a um bar e som ligado em alto volume. O veículo com o som, juntamente com o proprietário, foram conduzidos à Delegacia de Polícia, para que fossem tomadas as devidas providências.
É o 6º BPM atuando em favor do bem estar da comunidade.
6º BPM REALIZA PRISÃO POR DESCUMPRIMENTO DA LEI SECA
Por volta das 23h00 de sábado (13), policiais da 5ª Companhia do 6º BPM, em Filadélfia-BA, realizaram a prisão de um homem de 20 anos de idade. O mesmo estava conduzindo uma motocicleta Honda CG 150 KS de cor vermelha, em visível estado de embriaguez,fato comprovado após teste de alcoolemia. O condutor foi apresentado na Delegacia de Polícia, onde foi lavrado o flagrante delito.
6º BPM CONDUZ AUTOR DE LESÃO CORPORAL
Por volta das 14h50 de domingo (14), policiais da 5ª Companhia do 6º BPM, em Filadélfia-BA, realizaram a condução de um homem à Delegacia de Polícia, pelo fato do mesmo ter agredido outro indivíduo em um bar utilizando-se de um taco de sinuca, vindo a lesionar braços, costas e mão esquerda da vítima, onde foi lavrado o TCO por lesão corporal.
CASAL SE AGRIDE E SÃO DETIDOS PELO 6º BPM
Por volta das 20h35 de domingo (14), policiais da 1ª Companhia do 6º BPM, em atendimento a um chamado na Rua São Cosme, Bairro Alto da Maravilha, detiveram um homem de 45 anos e uma mulher de 42, pelo fato de ambos terem se agredido utilizando-se de faca. O homem foi lesionado na perna direita, enquanto a mulher lesionou-se no braço esquerdo, segundo os mesmos o fato ocorreu após discussão. Ambos foram atendidos pelo SAMU e posteriormente apresentados na Delegacia de Polícia, para que fossem tomadas as devidasprovidências.
6º BPM CONDUZ INDIVÍDUO POR PORTE DE ARMA BRANCA
Por volta das 22h00 de domingo (14), policiais da CETO-Companhia de Emprego Tático Operacional do 6º BPM, atendendo à um chamado do CICOM, deslocaram à Rua José Coelho, Olaria, em Senhor do Bonfim-BA, onde um indivíduo de 37 anos de idade se encontrava no interior de um bar, fazendo uso de bebida alcoólica e portando uma arma branca tipo facão na cintura. O homem foi detido e apresentado na Delegacia de Polícia, para que fossem tomadas as devidas providências.

Polícia Militar da Bahia
Comando de Operações Policiais Militares
Comando de Policiamento da Região Norte
Sexto Batalhão de Polícia Militar
Seção de Comunicação Social
(74) 3541-9713 / 9718

Senhor do Bonfim sediará reunião da juventude para elaboração do Plano de Desenvolvimento Integrado – PDI Bahia 2035

O governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico – SDE, está elaborando o Plano de Desenvolvimento Integrado – PDI Bahia 2035, que visa contemplar estratégia articulada de longo, médio e curto prazos para o Estado; apontar potenciais vetores de desenvolvimento, guiando a ação do Estado para a visão de futuro definida nas diretrizes e metas do Plano Estratégico; oferecer elementos objetivos que norteiem a elaboração dos próximos 4 Planos Plurianuais, LDOs e LOAs correspondentes, Planos Setoriais, Planos Estratégicos Organizacionais; possibilitar o acompanhamento e evolução destas ações no decorrer do seu período de vigência.

Considerando a importância de envolver a juventude nesse processo, serão realizados nove (09) encontros regionais, contemplando os diversos territórios de identidade e buscando envolver a diversidade das juventudes baianas para a construção de capítulo específico sobre juventude no Plano. O objetivo é reunir a opinião das juventudes sobre Política; Economia/Mundo do Trabalho; Tecnologia; e Qual Bahia a juventude quer até o ano de 2035.

Os encontros serão no formato de grupo focal, com a duração de 4 horas, sempre no período da manhã. O Encontro do Norte da Bahia acontecerá em Senhor do Bonfim, no dia 16/01/2018, a partir das 8h30, na UNVASF, reunindo representantes dos seguintes territórios de identidade: Sertão do São Francisco; Piemonte Norte Itapicuru; Piemonte da Diamantina.

Sr do Bonfim: Associação dos Espadeiros divulga comunicado oficial

A Associação Cultural dos Espadeiros de Senhor do Bonfim – ACESB vem, por meio deste, comunicar que, devido o horário inoportuno para a grande massa espadeira de nossa cidade, a maioria de nós não se fará presente na Palestra que será ministrada pela 6ª Região Militar do Exercito Brasileiro, que acontecerá às 14h da próxima terça-feira, 16/01/2018.

Devemos lembrar, antes de tudo, que os Espadeiros Bonfinenses são pessoas que dependem do seu emprego para pagar suas contas e manter suas famílias, emprego este do comercio de Senhor do Bonfim, no qual funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, e aos sábados das 8h às 14h. Tornando assim impossível de muitos de nós irmos a essa palestra, pois por mais que seja do nosso interesse, dependemos da liberação de nossos patrões, do movimento do estabelecimento comercial, entre outros empecilhos.

E, aproveitando a oportunidade, gostaríamos ainda de solicitar uma remarcação do evento, desta vez, com horário propício (a partir das 18h) para toda a população bonfinense, seja ela Espadeiros ou não. Assim realizaremos uma palestra com presença em massa da platéia, na qual, acreditamos ser, no momento, a parte mais interessada na resolução da causa.

Agradecemos a atenção e contamos a colaboração de todos.

  1. Ascom –  ACESB

Sr do Bonfim: Caixa recebe denúncias de irregularidades no Minha Casa Minha Vida e cobra ação da prefeitura.

Carro-chefe dos programas de habitação do governo federal, o Minha Casa, Minha Vida já registra centenas de denúncias de imóveis em situação irregular. A Caixa Econômica Federal busca apurar possíveis irregularidades em vários imóveis do programa em Senhor do Bonfim.

Após as denúncias, a CEF encaminhou vários ofícios a prefeitura municipal onde solicita da superintendência de habitação, providências em relação aos casos denunciados.

A maioria das reclamações são referentes  a imóveis  ocupados por terceiros, por meio de comercialização indevida – como troca, venda ou aluguel – e até mesmo invasão e abandono o que é proibido pelas regras do programa. A punição é a perda do imóvel judicialmente.

Confira abaixo, algumas das denúncias protocoladas na Ouvidoria da Caixa Econômica Federal:

Sr do Bonfim: Comissão de aprovados no concurso público divulga carta aberta a população

CARTA ABERTA

Ao prefeito, Carlos Brasileiro, à Secretária de Saúde, Angelí Matos e à população de Senhor do Bonfim

EXCELENTÍSSIMOS DESTINATÁRIOS:

Nós, APROVADOS em concurso público, para cargos de Agente de Combate a Endemias e Agente Comunitário de Saúde no município de Senhor do Bonfim, resolvemos expor as circunstâncias que tem nos impedido de assumir as vagas que honrosa e competentemente disputamos. Resolvemos manter o diálogo com as autoridades e, ao mesmo tempo, permitir que os munícipes de Senhor do Bonfim conheçam aspectos e conversações que ora bloqueiam, ora retardam, ora prometem a admissão e aproveitamento dos agentes em questão.
Ao nos deliberarmos a abrir ao público estas questões, não temos em vista pressionar ou sensibilizar politicamente a autoridade que finalmente dará a decisão final. Temos em vista, sim, esclarecer a todos os segmentos públicos interessados na realidade da Saúde Pública no município, sobre dados objetivos que justificam o nosso pleito.
Tentamos, por dua vezes, abrir uma reunião com a Prefeitura Municipal, uma reunião naturalizada pelo diálogo produtivo, com pauta relacionada às necessidades. E assim nos dirigimos formalmente. A primeira tentativa de reunião foi por ofício recebido na Secretaria Municipal de Saúde, em 09/08/17, dirigido a senhora Angeli Matos, titular do órgão; a segunda, foi por ofício ao Prefeito Carlos Alberto Lopes Brasileiro, recebido por seu gabinete, em 06/09/17.
Ambos possuíam o mesmo intuito: de diálogo, avaliações sobre a necessidade dos agentes para suprirem as áreas descobertas na nossa cidade. Mas ambos ofícios ficaram até o presente momento sem resposta.
Não há como negar nossos esforços, nosso interesse como parte da solução e a frustração de não sermos ouvidos em diálogo pertinente com gestores da Saúde e da nossa Cidade. Eis então o porquê publicarmos a nossa luta e suas razões para toda população.
No início, fizemos um levantamento das necessidades dos agentes de endemias, na Secretaria de Saúde, onde fomos bem recebidos pelo Coordenador dos Agentes de Endemias e atual presidente da Comissão desses agentes em Senhor do Bonfim. Nesse intercâmbio, tomamos conhecimento de que o Coordenador vinha cobrando da senhora Secretaria de Saúde, por meio de oficio, empenho e atenção relacionada a convocação de mais agentes para atuar na área, cuja necessidade de agentes de endemias é exorbitantemente urgente. Acessamos ofícios confirmatórios de que, para o município conseguir atingir as metas estaduais e federais, os concursados efetivos precisam de mais suporte de mão de obra. Percebemos então que há o interesse e a gritante necessidade de convocação dos agentes de endemias aprovados. E chegamos a ouvir também que as 10 vagas abertas no concurso não suprem, nem de longe, a real necessidade de cobertura de funcionários para atuarem nessa área.
É importante fazermos toda essa narrativa, para que o senhor prefeito veja que, desde Julho de 2017, nós da Comissão dos Agentes de Saúde e Endemias vimos fazendo sério levantamento de necessidades prioritárias e chegamos a dados de relevância fundamental às tomadas de decisão.
Por esse viés, esclarecemos a população, subsidiamos ao gestor e à própria Secretaria de Saúde, já alertada pelo Coordenador de Endemias, Marlon Reis.
Lembramos aqui que o último concurso foi realizado em 17 de outubro de 2007; teve a natureza de edital de processo seletivo público, sob N° 002/2007; ofertou já naquela ocasião, 36 vagas, há 10 anos atrás, quando a realidade física e estrutural do município era menos exigente que a atual. Indaga-se então: não houve mudanças no município de Bonfim no decorrer desses 10 anos? Por que esta necessidade está sendo ignorada pela Secretaria de Saúde? Porque até o presente momento o prefeito Carlos Brasileiro não recebeu o Relatório de reais necessidades do município e de incorporação dos Agentes, conforme constam na pasta da secretária Angeli Matos? A resposta é clara e objetiva: houve mudanças e, por motivos alheios à razão, necessidade dos agentes não está sendo levado a sério.
Novos bairros foram criados, ampliada a estrutura mobiliária da cidade e construída uma enormidade de domicílios. É inegável que a atual quantidade de agentes de endemias é insuficiente. Eles trabalham sobrecarregados. Prestam um serviço valioso, porém impossível cobrir regularmente a crescente demanda sanitária. Reforçar essa lacuna faz parte da luta pela nossa convocação.
A população bonfinense e os nossos colegas de trabalho só tem a ganhar com mais cobertura na atenção básica. Pelo que constatamos, os 52 agentes de endemias atuais estão assim distribuídos: Leishmaniose, 02; Esquistossomose 5; Chagas, 2; Supervisores, 6; Coordenador, 1; e Dengue, 36. Esse total de 52, foi estruturado para atender a realidade de 10 anos atrás, em 2007, último concurso (antes do nosso) no município de Senhor do Bonfim.
Não é demais fortalecer no prefeito e em toda população a consciência de que o número de 52 agentes não é pleno. As férias, as licenças e modalidades de afastamentos legais, reduzem significativamente o quadro de agentes em atuação.
Lamentamos não ter tido esse diálogo, pessoalmente, com o nosso Prefeito, com nossa Secretária de Saúde, com os coordenadores da área de endemias e agente comunitário de saúde. Isso não ocorreu. O que ocorre é que o município de Senhor do Bonfim ocupa o primeiro lugar do estado da Bahia, no índice de maior infestação de larvas do mosquito Aedes aegypti, popularmente conhecido como mosquito-da-dengue, zica e chikungunya, responsável também pela febre amarela urbana. E desses desencontros ficamos com a responsabilidade de trazer a público essa carta aberta.
Gostaríamos que o nosso prefeito levasse em consideração esses dados aqui levantados, vindos da própria Secretaria Municipal de Saúde e do Fundo Nacional de Saúde, e procurasse saber com a secretaria de saúde, porque essa necessidade de agentes de endemias não chegou ao seu conhecimento. Gostaríamos de dizer, ainda, que entramos em contato com o vereador Andreilto Almeida, presidente da Comissão de Saúde, na casa legislativa de Bonfim, em que ele mesmo manifestou apoio a nossa causa, e nos garantiu que acompanharia de perto todo esse processo.
Por fim, renovamos os votos de estima ao executivo da nossa cidade e esperamos formar uma frutífera e sólida aliança profissional, atendendo aos interesses de toda população bonfinense, especialmente a mais carente. É necessário que saibamos unir o que venha em prol do bem comum para a cidade de Bonfim. Talvez só assim possamos avaliar, para além do impacto financeiro na folha do município, os prováveis impactos na saúde dos moradores da cidade, colocando-os verdadeiramente em primeiro lugar, pois é isso que um governo de esquerda faz.

Ass: Comissão dos Aprovados em Agentes de Combate a Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS).