Barragens-de-rejeitos-ser%25C3%25A3o-vistoriadas-em-Juazeiro-e-Jaguarari
A comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Bahia aprovou ontem, na reunião do colegiado, o pedido do deputado estadual Laerte do Vando (PSC) para vistoriar a barragem de rejeitos no distrito de Pilar, em Jaguarari, a quase 405 Km de Salvador. A data da visita está programada para o dia 15 de abril, mesmo dia em que os membros do colegiado farão uma inspeção no reservatório de Pinhões, em Juazeiro, no norte da Bahia.
De acordo com o autor da proposta, a medida tem o intuito de antecipar as ações preventivas dos governos contra acidentes de barragens. “O que a gente observa é que os órgãos que deveriam cuidar dessas questões acabam negligenciando ao achar que não precisam priorizar a manutenção e fiscalização”, pontuou.
Laerte foi quem fez a denúncia sobre os vazamentos no açude Cariacá, conhecido também como barragem da Tapera, em Monte Santo. A barragem não havia sido citada no relatório de segurança de barragens (RSB) de 2017, divulgado no ano passado pela Agência Nacional de Águas (ANA).
Em relatório enviado ao parlamentar, o engenheiro Raimundo Goethe – chefe de serviço técnico da Coordenadoria Regional do Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas) – disse que o nível de perigo do reservatório de Cariacá foi classificado como Atenção. Ou seja: os problemas encontrados “não comprometem de imediato a segurança da barragem, mas, caso venha a progredir, pode comprometê-la”, explica trecho do documento.
O órgão estimou em R$ 5,5 milhões a obra de recuperação do reservatório. O edital de licitação para a execução dos serviços deve ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano.
Jaguarari Notícias