O programa da Agrovale que vem doando a palhada (alimento animal volumoso decorrente da produção de cana-de-açúcar) aos pequenos produtores rurais da região foi ampliado com a inclusão dos municípios baianos de Senhor do Bonfim, Jaguarari e Itíuba e Petrolina, em Pernambuco.

A assinatura do termo de doação aconteceu nesta terça-feira (9) na sede da empresa aumentando para 12 mil o número de beneficiários da parceria ambiental que começou em julho com o fornecimento da palhada para os pequenos produtores de Juazeiro – BA. O programa, que já atende também os municípios baianos de Sobradinho e Andorinha, pretende doar 80 mil toneladas do alimento animal até o final de 2019.  De Senhor do Bonfim serão beneficiados, além dos produtores rurais cadastrados pela Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário do município, os rebanhos bovino, caprino e ovino do IF Baiano – Instituto Federal Baiano.

De acordo com o diretor do Instituto, Alaécio Santos Ribeiro, a doação da palhada da Agrovale vai melhorar a alimentação dos animais além de fomentar também o setor de pesquisa da entidade. “Já desenvolvemos uma parceria com a Agrovale utilizando o bagaço da cana no experimento com o milho hidropônico. Agora, acrescentando também a palhada nessa importante pesquisa, poderemos em breve, compartilhar com os pequenos produtores da região de resultados bastante satisfatórios com relação a alimentação animal”, pontuou.

O secretário de Agricultura de Jaguarari, Josafá José dos Santos, também destacou a importância da iniciativa principalmente em função do período de estiagem. “A cadeia produtiva da nossa zona rural passa por um momento bastante crítico com a seca prolongada. Com a chegada da palhada iremos convocar os pequenos produtores já cadastrados e as associações da categoria para organizarmos a ordem da entrega das doações”, adiantou o secretário dizendo que aqueles produtores ainda não cadastrados podem se inscrever para receber o benefício na sede da secretaria.

O presidente do Instituto Qualyvida, Olímpio Louran Amorim, ressaltou o trabalho realizado pela entidade em Petrolina através do parque Ecológico de Proteção ao Jumento. “Mantemos no distrito de Rajada esse parque funcionando com ajuda de diversas entidades. Com o suporte alimentar doado pela Agrovale estaremos protegendo não só a vida dos animais bem como de muitas pessoas retirando os jumentos das estradas e evitando acidentes”.

O diretor vice-presidente da Agrovale, Denisson Flores, agradeceu aos representantes dos municípios parceiros e chamou a atenção para os mais diferentes benefícios que o programa vem trazendo à região e para a empresa. “Começamos com uma contribuição ao fomento da cadeia produtiva dos pequenos produtores rurais e agora já estamos fazendo parcerias com prefeituras, entidades de ensino e de proteção ecológica. Isso é desenvolvimento com sustentabilidade ambiental”.

Os elevados índices produtivos e os altos teores de carboidratos fazem da cana-de-açúcar uma excelente fonte de alimento forrageiro. A palhada como volumoso suplementar é uma alternativa ecológica e barata com grandes resultados para a nutrição do rebanho.