O torcedor do Esporte Clube Bahia, Antônio Marcos Sadela, 49 anos, morreu por volta das 22h desta sexta-feira, 13. Ele foi baleado no ombro esquerdo em um atentado na sede da torcida organizada Bamor, no último domingo, 8.

Antônio estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral do Estado (HGE). O enterro dele vai acontecer neste sábado, 14, às 16h. O local do sepultamento ainda não foi divulgado.

Em sua página no Facebook, a torcida organizada publicou uma nota lamentando a morte: “Sadela, amigo e irmão, jamais esqueceremos de você, sua presença jamais sairá de perto do time que você tanto ama”.

O comunicado ainda afirma que o torcedor “jamais, em nenhum momento, se envolveu em qualquer confusão, calmo e apaixonado pelo Esporte Clube Bahia”. O homem fazia parte da Bamor há 26 anos e era responsável pelo patrimônio da organizada, cuidando de faixas e bandeiras.

Na publicação, a Bamor também pediu que a Secretária de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) investiguem o crime e apontem os culpados.

No atentado, outros dois torcedores também foram baleados: Daniel Sena Duarte, 20 anos, atingido no abdômen, e Hugo dos Santos, 25 anos. Eles passam bem.

 A Tarde