Triste realidade.

Dois rios baianos – de 49 avaliados pela Fundação SOS Mata Atlântica em 11 estados brasileiros – estão entre os 10 mais poluídos do país. Realizado entre janeiro de 2011 a março de 2012, a pesquisa, divulgada nesta quinta, 22, no Dia Mundial da Água, atestou que nenhum dos rios monitorados conseguiu a soma necessária para alcançar os níveis “bom” ou “ótimo”. Ao todo, 75,5% foram classificados como “regular” e 24,5% no nível “ruim”. Na Bahia, foram avaliados sete rios. Destes, o Rio Itapicuru Mirim, no município de Jacobina (BA), com 24 pontos, teve o segundo pior desempenho da análise “superado” apenas pelo Rio Criciúma, nas cidade de Criciúma (SC), que obteve 23 pontos  Na análise, os técnicos da Fundação SOS Mata Atlântica encontraram nos rios Itapicuru Mirim e Catu, entre outras coisas, plásticos e papel acumulado nas margens, mau cheiro, ausência de peixes e um alto índice de coliformes.

, o Rio Itapicuru Mirim em Jacobina, o segundo mais degradado entre os 49 avaliados, deve passar por revitalização ainda este ano. A informação  é do secretário municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Roberto Oliveira Amorim. Segundo ele, todo o esgoto da cidade é jogado no rio há anos, o que justifica o alto índice de poluição. A revitalização, em parceria com o governo do Estado, teve início em obras de saneamento, nas quais o esgoto será canalizado para uma central de tratamento de água e não mais para o rio. “Após tratada a água é devolvida para o rio. Estamos com cerca de 40% das obras concluídas”

.A Tarde.