Itiúba: Com aterro sanitário fechado, prefeitura descarta lixo ilegalmente no município de Queimadas

 

Caçamba da prefeitura de Itiúba descartando o lixo de forma ilegal no município de Queimadas.

A prefeitura do município de Itiúba, está descartando ilegalmente o lixo coletado no município.

O descarte está sendo realizado no lixão a céu aberto localizado no município de Queimadas. A denúncia partiu de alguns moradores que conseguiram flagrar o exato momento,  em que uma caçamba , pertencente ao município itiubense, descartava de forma ilegal o lixo.

O município de Itiúba é um dos poucos que dispõe de um Aterro Sanitário. Segundo relatos, o aterro estaria fechado por conta da falta de pagamento por parte da prefeitura municipal.

O município não paga a empresa responsável  pelo gerenciamento do  aterro há vários meses.

Procurado para falar sobre o assunto, o Grupo Exa, que administra o aterro, não se posicionou sobre o caso.

Com o aterro fechado por inadimplência municipal, a prefeitura burla todas as leis e descarta ilegalmento o lixo em outro município.

O município ainda não apresentou nenhuma nota explicativa sobre essa prática ilegal e imoral.

Aterro sanitário de Itiúba, fechado por falta de pagamento.

Enquanto isso, à coleta e descarte irregulares continuam sendo praticadas. É necessario também, que o Ministério Público, se apresente para conter a prática criminosa patrocinada pela prefeitura municipal.

E que os vereadores, segundo populares,  se mobilizem em torno do tema para resolver a questão definitivamente. O silêncio não pode pairar em uma situação de extrema vergonha diante desse fato.

Senhor do Bonfim começa a receber veiculos que são apreendidos em Juazeiro

De acordo com informações colhidas pelo Blog Geraldo José, e confirmada por despachantes que atuam no setor automotivo, inclusive com fotos, veículos apreendidos em Juazeiro, por qualquer tipo de irregularidade, terão que correr contra o tempo para retirar seu veículo do pátio da 8ª Ciretran, sem o ônus de arcar com despesa extras para retirá-lo em Senhor do Bonfim, local para onde estão sendo transferidos, após vencido o prazo burocrático para essa transferência.

De acordo com as informações, desde a semana passada caminhões estão recolhendo motos do pátio do Ciretran e levando para Senhor do Bonfim. ”A informação que nos passaram é que os veículos apreendidos só ficarão aqui por alguns dias, sendo então levados para Sr. do Bonfim, o que vai certamente gerar custos de guincho e armazenamento para o dono da moto ou outro veículo, fora as dificuldades e o custo de deslocamento do proprietário para outra cidade”, informou.

A fonte não soube informar se a transferência desses veículos tem alguma relação com os fatos ocorridos recentemente na Ciretran, que resultou na prisão e exoneração de funcionários envolvidos numa fraude e na nomeação de um novo diretor, dos quadro do próprio Detran, para a 8ª Ciretran, em Juazeiro.

Por enquanto, segundo uma fonte, apenas motos estão sendo transferidas para Senhor do Bonfim, mas fez outra consideração que também merece destaque: “Quando a abordagem da Polícia Rodoviária Federal identifica alguma ilegalidade e precisa recolher algum veículo, ele é encaminhado para a AMPLA, órgão ligado à Prefeitura de Petrolina, que arrecada sobre os serviços decorrentes dessa apreensão, gerando prejuizos para nosso município, que deixa de arrecadar sobre esse tipo de serviço”, destacou, pedindo providencias às lideranças que representam o município, no sentido de atuar para reverter essa situação, que considera vexatória para uma cidade do porte de juazeiro.

O Blog Geraldo José tentou um contato com a direção da 8ª Ciretran, para esclarecer o assunto, mas ainda não conseguiu falar com o novo gestor.

Da redação Blog Geraldo José

Prefeito de Jaguarari se reúne com médicos de PSF’s propõe acordo e confirma pagamento do salário que estava em atraso

Desde que reassumiu a cadeira de prefeito do município de Jaguarari, Everton Rocha tem buscado todas as alternativas possíveis para organizar a maquina publica e colocar diversos serviços essenciais a população para funcionar o mais rápido possível apesar da escassez de recursos a sua disposição.
Durante reunião realizada nesta terça-feira (13) com médicos que atuam nos postos do Programa de Saúde da Família – PSF de Gameleira, Santa Rosa, Pilar, Odilon Gonçalves e Caps, foi exposto pelo gestor a situação financeira encontrada por ele e sua equipe de governo ao reassumir a administração municipal.
Pensando em manter o atendimento medico de qualidade nestas unidades apesar da falta de recursos, Everton Rocha propôs um acordo aos profissionais de saúde mesmo tendo ciência do debito deixado pela administração anterior.
O prefeito pediu um voto de confiança e propôs aos médicos destas unidades uma redução em seus vencimentos durante os meses de novembro e dezembro e garantiu que a partir do mês de janeiro de 2019 seus vencimentos retornariam ao valor atual. O acordo foi aceito e desta forma a administração municipal e os médicos destas unidades irão garantir mesmo nesse momento de crise financeira o atendimento de qualidade a população de Jaguarari.
Ao final da reunião o prefeito Everton Rocha, informou aos presentes que nesta quarta-feira (14) estaria efetuando o pagamento do debito deixado pela gestão anterior de todos os médicos que trabalham nos PSF’s do município.
Ascom – Prefeitura de jaguarari

Sr do Bonfim: Projeto do “Serasa Municipal” será votado dia 4 de dezembro na Câmara de Vereadores

Sede da Câmara Municipal de Vereadores de Senhor do Bonfim

Legal, constitucional, e tido como impopular, o tão comentado e debatido Projeto de Lei N° 04/2018, finalmente será apreciado e votado pelos vereadores.

O presidente da Câmara, Reinaldo Santana, divulgou o calendário das atividades legislativas e determinou que o projeto seja votado em plenário dia 4 de dezembro.

O projeto tem dividido opiniões. O município informa que é necessário aprovar o projeto para não cometer o erro de renunciar receitas.

Algumas entidades representativas até já ensaiam realizar algumas atividades públicas contra a aprovação do projeto, o CDL, é uma delas.

Certamente, a sessão na Câmara de Vereadores de Senhor do Bonfim, estará completamente lotada no dia da votação.

Confira o calendário legislativo com as próximas sessões e audiências públicas:

Confira abaixo o projeto:

Jaguarari: vice-prefeito assume por dois meses e promove gasto milionário com combustível

Só de uma vez foram gastos R$ 43 mil em gasolina no posto Santa Rosa de Lima

[Jaguarari: vice-prefeito assume por dois meses e promove gasto milionário com combustível]
Foto : Reprodução / Jaguarari Online

Por Metro1

Dois meses foram mais que suficientes para que o vice-prefeito de Jaguarari, Fabrício Santana D’Agostinho (DEM), promovesse uma verdadeira gastança com o dinheiro do município. Os valores, segundo descobriu uma comissão instalada pelo prefeito eleito Everton Rocha (PSDB), ultrapassam R$ 2 milhões só em combustíveis.

De acordo com o levantamento, recebido pelo Metro1, só de uma vez foram gastos R$ 43 mil em gasolina no posto Santa Rosa de Lima. O estabelecimento, aliás, era o único usado pela administração do democrata.

A ascensão de Fabrício ao posto aconteceu após uma queda de braços dentro do próprio Tribunal de Justiça da Bahia. Afastado após pedido do MP, Everton Rocha voltou ao posto por determinação do presidente da Corte, desembargador Gesivaldo Britto. Em ordem que contrariava o presidente do TJ, o também desembargador Ivanilton Santos da Silva mandava voltar o vice. Coube a uma juíza de primeiro grau respeitar a ordem que partiu da Mesa Diretora do TJ-BA.

De acordo com o TJ, houve falha na regularidade do processo que tramitou na Câmara de Vereadores. Com o parecer do TJ, o processo retorna para o Juizado Civil de Jaguarari, que decidiu em favor do tucano.

Sr do Bonfim: Instituto Caminhada nega relatório aos vereadores e joga “bomba” nas mãos da Secretária de Saúde

Hospital Dom Antônio Monteiro.

O Instituto Caminhada, que foi responsável por gerir o Hospital Dom Antônio Monteiro, por 11 meses, encaminhou ofício a mesa diretora da Câmara de Vereadores de Senhor do Bonfim, comunicando que o relatório com a prestação de contas do segundo quadrimestre, foi entregue a Secretária de Saúde.

No ofício, o Instituto informa, que após encerramento do contrato com a prefeitura municipal, a responsabilidade para divulgação dos números é com o município.

Enquanto administrava o Hospital, o IC se negou a fazer sua apresentação financeira na Câmara, mesmo com um requerimento aprovado pela casa legislativa.

O primeiro relatório foi recheado de escândalos. Levado a público pelo vereador Laércio Júnior, da oposição, os recursos repassasos foram literalmente desviados pelo Instituto, sem que nenhuma providência fosse adotada pelo município.

Atraso nos pagamentos dos profissionais da saúde, falta constante de materiais para realização até mesmo de simples curativos e cirurgias adiadas por falta de equipamentos, foram a marca registrada em quase um ano.

A farra bancada com recursos públicos, patrocinou jantares, pagamento de estadias em Hotel e pagamentos de contas que não pertenciam ao Hospital.

Procurado para falar sobre o tal relatório guardado a sete chaves, Zé Antônio, diretor do HDAM, declarou que de fato todos os relatórios do Instituto, estão sob a responsabilidade da secretaria de Saúde.

Procurada sobre o assunto, Angeli Matos, visualizou a mensagem e até o fechamento dessa matéria nada respondeu.

Confira a íntegra do ofício:

 

Prefeitura de Bonfim decreta ponto facultativo na próxima sexta-feira, dia 16

 

 

A Prefeitura de Senhor do Bonfim decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais no dia 16 de novembro, próxima sexta-feira, um dia após o feriado da Proclamação da República. O Decreto 187/2018, que trata do assunto, foi publicado no Diário Oficial do Município de segunda-feira, dia 12.

De acordo com o documento  não se aplica o disposto no Artigo 1º aos serviços públicos essenciais, tais como: limpeza pública, guarda patrimonial, obras e fiscalização, transito, plantões no Hospital Dom Antônio Monteiro (HDAM) e serviços de saúde, cuja prestação não admita interrupção, que deverão manter equipes de plantão.